Atenção! Sete alimentos que podem intoxicar seu cachorro

Compartilhar

Saiba quais são os alimentos para humanos mais comuns que podem prejudicar seu cachorro.

Cachorros costumam ser famintos – muitas vezes comem qualquer coisa que lhe oferecem! Mas o organismo dos nossos amigos caninos é muito diferente da nossa, e existem muitos alimentos “de gente” que eles não podem comer, por mais que peçam! Saiba quais alimentos do cotidiano seu cão deve evitar – e por quê.

Cachorro com sua tigela

Chocolate

Assim como nós, os cachorros adoram o sabor do chocolate – mas, ao contrário de nós, as consequências para eles são muito piores do que alguns quilinhos indesejados. O chocolate feito para humanos contém uma substância chamada teobromina, que é extremamente tóxica para os cães. Mesmo pequenas quantidades desse estimulante podem causar vômitos, diarreia e desidratação; em doses maiores, podem levar a agitação, tremores musculares, convulsões e até a morte. O chocolate amargo contém mais teobromina que o chocolate ao leite; portanto, via de regra, quanto mais escuro o chocolate, maior o risco. O chocolate pode representar um risco ainda maior se também contiver cafeína.

Cafeína

A cafeína – outro estimulante – pode ter efeitos semelhantes aos da teobromina do chocolate, podendo provocar palpitações cardíacas e até a morte. Nunca deixe seu cachorro experimentar seu café com leite, cappuccino ou expresso – e não esqueça que refrigerantes, chás e chocolates também podem conter cafeína.

Abacate

O delicioso abacate, apesar de aparentemente benigno, contém uma toxina chamada persina – um fungicida natural – que também pode provocar vômitos e diarreia em cães. Mais perigoso ainda é o caroço do abacate, que não somente contém persina, mas também pode (se ingerido) e obstruir o trato gastrointestinal do seu cachorro, exigindo uma cirurgia para remoção. 

Macadâmias

Todas as nozes são ricas em gordura, o que por si só já é motivo suficiente para mantê-las longe do seu cão. Mas as macadâmias são especialmente perigosas pois contêm uma toxina que pode afetar o sistema nervoso do seu cão, causando fraqueza e dificuldade para caminhar, principalmente nas patas traseiras. Outros efeitos incluem respiração ofegante, vômitos e tremores – todos perigosos e desagradáveis para o seu cão e muito preocupantes para você.

Uvas (frescas e passas)

Muitos cachorros gostam muito do sabor das uvas, frescas ou passas. Isso é uma pena, pois essa fruta pode ser muito tóxica, mesmo cozida ou assada. Embora essas frutas possam afetar alguns cães mais do que outros, é melhor evitá-las completamente, pois podem causar vômitos, diarreia e, em casos extremos, insuficiência renal.

Cebolas

Cebolas e vegetais semelhantes, como alho, alho-poró e cebolinha, fazem parte da família Allium. Todos eles fazem mal para os cães. Eles contêm organossulfetos, um grupo de substâncias que podem danificar os glóbulos vermelhos do sangue, fazendo com que seu cão fique sonolento, letárgico e fraco. Em casos graves, pode provocar anemia, e seu cão pode até precisar de uma transfusão de sangue! O risco é o mesmo com cebolas secas e cozidas. Por isso, não deixe seu cão comer sobras que contenham vegetais da família das cebolas.

Leite e laticínios

O leite que os filhotes mamam da mãe atende exatamente às suas necessidades. Porém, como alguns humanos, os cães podem sofrer intolerância ao leite de outras espécies, como vacas ou cabras. Isso significa que eles podem ter dificuldade de digerir a lactose do leite e dos laticínios, inclusive manteiga e queijo, o que provoca dor de barriga, vômitos e diarreia. Seu cachorro pode adorar o sabor de uma bela tigela de leite, mas é melhor que ele fique só na água!

Ajude seu cão a se comportar bem em suas caminhadas com o nosso dicas de adestramento.

Compartilhar

Acesse nossas Redes Sociais Elanco

Data de Revisão: Mae 2020

© 2023 Elanco or its affiliates.