Master Brand

Ansiedade da separação em cachorros: Três estratégias para ajudar a aliviar o estresse

Compartilhar
Intro Text
Alguns cachorros podem ficar nervosos e ansiosos quando separados de seus tutores. Aprenda a reconhecer os sinais da ansiedade de separação em cães e como aliviar o estresse.
Content
Image
Cachorro triste olhando pela janela após separação

A maioria dos cães se sente à vontade sozinho, mas alguns ficam angustiados com a ausência do tutor. Esse problema se chama ansiedade de separação. 

Sinais da ansiedade de separação em cães

Os sinais da ansiedade de separação em cães quando estão sozinhos variam dos óbvios aos menos aparentes.

  • Acidentes dentro de casa
  • Comportamento destrutivo: mastigar móveis, arranhar freneticamente as portas ou paredes
  • Automutilação: arrancar o pelo, coçar a pele
  • Babar ou ofegar excessivamente
  • Latir por períodos prolongados
  • Uivar
  • Chorar
  • Andar em círculos

Pergunte aos seus vizinhos se eles ouvem latidos ou outros sinais de ansiedade vindos do seu cão quando você está fora. Isso pode ajudar a evitar reclamações. Garanta aos seus vizinhos que você está tomando medidas para aliviar a ansiedade do seu cão (e a deles!).

Os sinais da ansiedade de separação podem ser evidentes até quando você está em casa: por exemplo, o cão pode seguir você de um cômodo para outro, pedir muito contato físico e atenção e ficar quieto e retraído enquanto você se prepara para sair.

Como ajudar seu cão a lidar com a ansiedade de separação

Se o seu cão apresentar sinais de ansiedade de separação, você precisará controlar o problema antes que ele se torne crônico. Essas estratégias ajudarão a aliviar os medos do seu cão.

Estratégia 1: Aumente o tempo da ausência gradativamente

A abordagem mais simples para combater a ansiedade de separação de cães é aumentar gradualmente o tempo que o seu cão passa sozinho. Para isso, basta se dirigir para outro cômodo e fechar a porta (parcial ou completamente).

Primeiro, ajude seu cão a relaxar fazendo cafuné e falando de maneira tranquilizadora, mas nunca diga explicitamente “Estou indo embora”. Deixe o cômodo por um curto período de tempo. Se possível, espere até o seu cão ficar em silêncio antes de voltar para o cômodo onde ele está. Não faça muita festa nele ao voltar; recompense-o com elogios e talvez um petisco – mas só depois que ele se acalmar.  

Isso mostrará ao seu cão que ficar sozinho não é ruim. Faça com que o tempo que o seu cão passa sozinho seja o mais positivo possível! Deixe-o em um local em que se sinta confortável, com um brinquedo favorito ou um petisco que dure bastante tempo.

Aumente gradualmente o tempo que você passa separado do seu cão. É melhor fazer esse treinamento uma vez ao dia, e não várias vezes ao dia, para minimizar o estresse.

Bom saber: Esse processo pode demorar algumas semanas para surtir efeito. Paciência e persistência são fundamentais!

Estratégia 2: Incentive a independência do seu cão

Se o seu cão ficar ansioso quando você se preparar para sair de casa (ao pegar as chaves ou vestir um agasalho, por exemplo), você precisa incentivá-lo a ser mais independente. Aqui vão algumas dicas:

  • Não deixe seu cão segui-lo constantemente;
  • Demonstre que você está concentrado em outras tarefas e não reaja quando seu cão trouxer brinquedos ou tentar chamar sua atenção;
  • Se o seu cão começar naturalmente a passar tempo sozinho, recompense esse comportamento com um petisco* e alguns elogios.

*Petiscos não são apropriados para todos os cães. Algumas das raças mais inteligentes, principalmente cães de trabalho, podem se comportar mal deliberadamente para ganhar um petisco. Nesses casos, falar com voz carinhosa deve ser a única recompensa.

Tente o seguinte: O momento da partida e do retorno não deve ser excessivamente comemorado. Embora seja tentador fazer muita festa ao voltar, com elogios, abraços e beijos, isso atrapalha o avanço que você já obteve para tornar seu cão mais independente.

Estratégia 3: Use uma caixa ou canil

Treinar o seu cão numa caixa de transporte ou canil também pode ser útil para prevenir a ansiedade de separação. Ensinar ao seu cão que a caixa ou canil são lugares seguros onde ele pode se refugiar quando estiver sozinho pode ajudar a mantê-lo calmo e impedir que ele destrua a casa!

A essência desse treinamento é tornar a caixa ou canil uma experiência totalmente positiva. Seu cão deve aprender a enxergar a caixa ou canil como seu pequeno refúgio. Coloque brinquedos de que ele gosta e um cobertor aconchegante. Você pode até colocar uma peça de roupa velha sua na caixa ou canil para que seu cão tenha um cheiro reconfortante por perto.

Deixe aberta a porta da caixa ou canil nas primeiras vezes, para que seu cão não fique ansioso e aprenda a associar a caixa a sentimentos positivos. E, é claro, não há nada que a maioria dos cães ache mais positivo do que comida, então dê um petisco para seu cão sempre que ele ficar quieto dentro da caixa ou canil. Você pode até dar a janta do seu cão dentro da caixa.

Aumente gradativamente o tempo com a porta fechada (usando petiscos como reforço positivo) até que seu cão fique feliz em passar tempo ali.

Incentive seu cão a usar a caixa também quando você estiver em casa; eles não devem ser associados apenas ao tempo que ele passa sozinho. Quando seu cão estiver sozinho em casa, deixe aberta a porta da caixa para que ele possa entrar e sair quando quiser.

Dicas para o sucesso: Antes de sair de casa, certifique-se de que o seu cão esteja bem exercitado, já tenha passeado e tenha algo para comer.

Lembre-se de que um cachorro que faz muito barulho quando você sai de casa não está sendo malcriado nem tentando manipulá-lo: ele está chateado de verdade. Qualquer forma de punição só reforçará o problema. Se, ao voltar para casa, você perceber que seu cão sofreu um acidente ou danificou alguma coisa, não o castigue: isso agravará a ansiedade dele.

Você precisará de muita paciência para lidar com a ansiedade de separação. No entanto, se você não conseguir nenhum avanço perceptível em alguns meses, talvez precise procurar ajuda de um especialista em comportamento animal. Esses especialistas podem avaliar a personalidade do seu cão, as características da raça e seu estilo de vida e podem oferecer ajuda e conselhos adicionais.

Palavras-chave
Comportamento
Exercício
Compartilhar
Open Modal